... de Pernambuco, do Brasil e do Mundo! Descubra e compartilhe sua natureza.
  1. Mídias
  2. Anelídeo Nereididae

Anelídeo Nereididae

Publicado por Aléssio F.

no dia 18/02/2024

34 visualizações

0 comentário

Anelídeo Nereididae

2 notas estão vinculadas à imagem. Passe o mouse sobre a imagem para exibir as notas.

Escala do sujeito : 10 cm

Descrição

A família Nereididae é um dos táxons mais diversos e estudados de anelídeos poliquetas marinhos com aproximadamente 770 espécies descritas. Na região da Bretanha, muitas espécies são abundantes em zonas entre marés de praias rochosas e muito procuradas por pescadores que as utilizam como iscas. É um grupo de animais muito difícil de identificar a nível de espécie. São utilizados mais de 180 caracteres diferentes para diferenciar diversos grupos taxonômicos [1].

Os anelídeos da família Nereididae são animais relativamente ativos, com uma cabeça bem desenvolvida com vários órgãos sensoriais, como antenas, por exemplo. São capazes de se enterrar, caminhar e nadar. Passam a maior parte do tempo inativos enterrados em sedimentos e emergem durante a noite para forragear no substrato à procura de alimentos. Como bons anelídeos, o corpo desses animais é composto de muitos segmentos e cada segmento, exceto nas extremidades, possui um par de apéndices ramificados chamados «parapodia». É uma das características mais peculiares desses anelídeos.

Registro realizado na ilha Tristan, em Douarnenez, na França, no dia 11 de fevereiro de 2024.

Marcadores do autor

Observações

[1Wilson, R. S., Glasby, C. J., & Bakken, T. (2023).  The Nereididae (Annelida)–diagnoses, descriptions, and a key to the genera. ZooKeys, 1182, 35.

Comentar

Quem é você?
  • [Conectar-se]

Pour afficher votre trombine avec votre message, enregistrez-la d’abord sur gravatar.com (gratuit et indolore) et n’oubliez pas d’indiquer votre adresse e-mail ici.

Inclua aqui o seu comentário

Este campo aceita os atalhos SPIP {{negrito}} {itálico} -*liste [texte->url] <quote> <code> e o código html <q> <del> <ins>. Para criar parágrafos, deixe simplesmente linhas vazias.

Apoie o Portal