... de Pernambuco, do Brasil e do Mundo! Descubra e compartilhe sua natureza.
  1. Mídias
  2. Falsa-barata-do-coqueiro

Falsa-barata-do-coqueiro

Publicado por olivia.queiroga

no dia 08/10/2020

6732 visualizações

4 comentários

Besouro vermelho

Escala do sujeito : não informado

Descrição

Pequeno escaravelho vermelho que achei no quintal de casa. Batizei ele de Josué e tô tentando colocar ele de volta em uma árvore.

Contribuição da comissão científica do Portal

Besouro da família Chrysomelidae, cuja espécie possivelmente seja Coraliomela brunnea (Thunberg, 1821). Essa espécie é popularmente conhecida como barata-do-coqueiro, pois as suas larvas e ninfas infestam os coqueiros jovens e se assemelham com as baratas. Porém, trata-se do estágio larval de um besouro. A espécie C. brunnea pode ser identificada pelo tamanho de 2,5 cm de comprimento, ser avermelhado com listra preta no meio do pronoto, élitros rugosos, com antenas pretas e pernas pretas e vermelhas [1].

Marcadores do autor

Seus comentários

  • no dia 8 de outubro de 2020 as 09:14, por Aléssio F.

    Oi Olívia! Super registro. Mas olha, eu acredito que a espécie não é Rynchophorus ferrugineus.

  • no dia 14 de outubro de 2020 as 08:55, por Josival Araújo

    Uma falsa-barata-do- coqueiro, o adulto não se parece com uma barata, mas a ninfa parece bastante. Esse besouro é considerado uma praga de coqueiros, mas só causa prejuízos quando muitos besouros infestam a árvore.

  • no dia 22 de outubro de 2023 as 10:14, por Elci Mara Medeiros

    Bom dia achei dois besou desse mesmo geito no meu coqueiro ok fasso para não progredir ele e venenosa?

  • no dia 22 de outubro de 2023 as 10:44, por Aléssio F.

    Oi Elci, tudo bem? Olha, essa espécie não é venenosa e não causa problemas à saúde das pessoas. Como Josival escreveu no comentário dele, estes besouros podem causar algum dano no coqueiro. Mas não são os besouros adultos que comem o coqueiro, digamos desse jeito. São suas larvas. Os besouros adultos depositam seus ovos no tronco do coqueiro e as larvas cavam tuneis no tronco, enfraquecendo dessa forma o coqueiro.

    O tratamento de coqueiros atacados por este besouro consiste na utilização de coqueiros improdutivos como iscas. Neste sentido, faz-se dois entalhes no tronco em forma de uma cunha e pulveriza-se o local com inseticida. Os besouros atraídos pelos odores emanados a partir dos cortes, morrem em contato com o inseticida. Há o controle físico do besouro com armadilhas luminosas no coqueiral. O controle cultural consiste na erradicação dos coqueiros mortos em consequência do besouro. Você pode encontrar mais informações no artigo «Como prevenir e combater algumas pragas do coqueiro» do site Cursos CPT.

Comentar

Quem é você?
  • [Conectar-se]

Pour afficher votre trombine avec votre message, enregistrez-la d’abord sur gravatar.com (gratuit et indolore) et n’oubliez pas d’indiquer votre adresse e-mail ici.

Inclua aqui o seu comentário

Este campo aceita os atalhos SPIP {{negrito}} {itálico} -*liste [texte->url] <quote> <code> e o código html <q> <del> <ins>. Para criar parágrafos, deixe simplesmente linhas vazias.

Apoie o Portal